Quem está no topo da pirâmide econômica na América Latina?

Pesquisa do Ibope mostra que alta renda latinoamericana é homem, com idade entre 20 e 49 anos. No Brasil, mulheres prevalecem

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Eles gostam de ir a restaurantes e shopping centers, frequentam clubes e praticam esportes. Gostam de lugares exóticos e comidas estrangeiras e desembolsam mais por uma boa bebida. Na América Latina, a população que está no topo da pirâmide econômica soma 9,374 milhões de pessoas. O Brasil concentra quase metade desse segmento da população: são 4,307 milhões.

O Ibope Mídia pesquisou o comportamento desse grupo seleto de consumidores em oito países da América Latina – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru e Venezuela – e constatou que 54% desse segmento é formado por homens e 75% têm entre 20 e 49 anos, sendo que a maior representatividade se encontra entre aqueles com idade de 25 a 34 anos (25%) e 35 a 45 anos (24%). Apenas 3% da alta renda tem entre 18 e 19 anos e 12% tem mais de 55 anos de idade.

Contrariando a média da região, no Brasil, a alta renda é formada em grande parte por mulheres (51%). No país, a faixa etária que vai de 20 e 49 anos também prevalece e representa 73%. Contudo, o segmento mais representativo é o que tem entre 35 e 44 anos.

Aprenda a investir na bolsa

Na Venezuela, as mulheres também são maioria e representam 59%. Nos demais países, os homens prevalecem, sendo que na Argentina e no México eles são 62%.

Consumo e lazer
A alta renda latino-america prefere produtos de qualidade, ainda que pague mais por isso. Para 53%, vale a pena pagar mais por uma boa bebida e 74% gastam um pouco mais com produtos de higiene pessoal de boa qualidade. No Brasil, 55% dizem que vale a pena pagar um pouco mais por uma boa bebida e 85% pagam mais por produtos de higiene. Viajar para o exterior e conhecer lugares exóticos são interesses de 70% da alta renda.

O levantamento mostra que 35% dizem que gastam muito dinheiro com cosméticos e produtos para higiene. No Brasil, o percentual é de 30%, mas chega a 79% na Venezuela.

A alta renda latino-americana gosta mais de ler (30%) que ir ao shopping (25%) ou sair para jantar em algum restaurante (24%). No Brasil, as três atividades são executadas na mesma proporção, de 38%. Sair para caminhar e ir ao cinema também fazem parte da rotina de 23% e 15% dos abastados na região. Entre os brasileiros, a proporção é de 24% no primeiro caso.

A ida ao cinema é atividade de 17% dos brasileiros de alta renda. Na mesma proporção, eles praticam esportes e vão à academia. Além disso, 18% dos brasileiros abastados gostam de ir a eventos culturais e sair para beber. E 14% gostam de jogar videogames e 12%, de ir a clubes.

Considerando a média da região, 13% da alta renda latino-americana gosta de sair para beber e ir a eventos como shows e teatro e praticar esportes. Gastar o tempo com jogos, academia e com clubes foi citado por 10%, 11% e 8% deles, nesta ordem.

PUBLICIDADE

Dentre as atividades analisadas pelo Ibope, os brasileiros lideram na maioria delas. Eles só perdem quando o assunto é participar de eventos culturais, ir ao cinema e sair para caminhar. Nesses quesitos ganham, respectivamente, os venezuelanos (22%) e peruanos, com 31%.