Quase 80% dos paulistanos são a favor do pedágio urbano no centro expandido

O número de pessoas a favor subiu para 78%, enquanto o número de paulistanos que são contra caiu para 20%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Aumentou o número de paulistanos que são a favor do pedágio urbano no centro expandido, segundo a quarta edição da pesquisa Movimento Nossa São Paulo/Ibope – Dia Mundial Sem Carro, lançada nesta quinta-feira (16).

O índice dos que são a favor do pedágio urbano subiu de 73%, registrados em 2009, para 78%, em 2010. Já o número de paulistanos que são contra caiu de 26% para 20%, na mesma base de comparativa.

Quando se trata do rodízio de dois dias, o índice dos paulistanos que são a favor caiu de 52% para 41%, enquanto os que são contra subiu de 46% para 56%.

Aprenda a investir na bolsa

O levantamento foi realizado pelo Ibope entre os dias 25 e 30 de agosto e ouviu 805 paulistanos com 16 anos ou mais.

Medidas
O estudo ainda aponta que 93% dos paulistanos são a favor da aplicação de multas para quem para a faixa de pedestre, uma alta de 10 pontos percentuais sobre índice registrado em 2009.

Já em relação à proibição de estacionamento de veículos nas ruas e avenidas do centro expandido, 62% dos paulistanos são a favor, enquanto 35% são contra.

Quando se trata da construção e expansão de ciclovias, 92% dos participantes do estudo são a favor e 5%, contra.

Uso do carro e transporte público
Ainda de acordo com a pesquisa, caiu o número de paulistanos que usam automóvel todos os dias ou quase todos os dias, passando de 29% para 26%.

Além disso, subiu de 40% para 52% o número de pessoas que estão dispostas a deixar de usar o próprio carro diariamente, para usar mais transporte público, se for para melhorar o meio ambiente.

PUBLICIDADE