Quase 360 políticos foram cassados desde 2008 até março de 2009

Entre o total apurado pelo MCCE, dos 119 vereadores 50 eram do Nordeste; 238 ocupavam o cargo de prefeitos e vice-prefeitos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (6) foi constatado que 357 prefeitos, vice-prefeitos e vereadores tiveram seus mandatos cassados desde o final de 2008 até março deste ano, por compra de votos ou uso eleitoral da máquina administrativa. O número foi apurado pelo MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral).

De acordo com o estudo, 119 vereadores foram cassados por compra de votos, e entre estes 50 eram da região Nordeste. Do total apurado, 238 políticos ocupavam cargos de prefeito e vice-prefeitos, que foram eleitos em 2008.

Os dados utilizados como base foram apurados pela Corregedoria Geral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que analisou 84,74% das zonas eleitorais do Brasil.

Mais cassações

Aprenda a investir na bolsa

Outros mandatos mais deverão ser interrompidos ao longo do ano. De acordo com o TSE existem 4 mil processos relacionados à corrupção eleitoral que estão pendentes. Desse total, 3124 referem-se à compra de votos nas últimas eleições.

A elevação do número de mandatos cassados reflete a aplicação da Lei 9.840, de 1999, que prevê punição mais severa para políticos que praticam o ato criminoso de compra de voto ou uso da máquina administrativa, com a perda do cargo. O MCCE é formado por quarenta entidades da sociedade civil, movimentos sociais e igrejas.