STOCK PICKERS Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Gastos militares

Quanto os EUA gastarão para repor os 59 mísseis lançados na Síria – e a alta da fabricante na bolsa

Cada unidade custa cerca de US$ 1 milhão, segundo o site Market Watch 

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Os Estados Unidos gastarão cerca de US$ 60 milhões para repor o arsenal de mísseis Tomahawk usados no ataque à Síria na noite desta quinta-feira. Cada unidade custa cerca de US$ 1 milhão, segundo o site MarketWatch.

Nesta sexta-feira (7), a Raytheon, empresa fabricante do armamento, chegou a disparar mais de 3% no pre-market, liderando os ganhos do índice S&P 500. Outras ações de companhias do setor de defesa também acompanharam o movimento. 

Os ganhos, no entanto, foram anulados pelo impacto negativo dos dados do payroll, que reportaram criação de 98 mil vagas em março, ante estimativa de 180 mil dos analistas do mercado. As ações da Raytheon encerram o dia com alta de 1,47%, aos US$ 152,96.

PUBLICIDADE