Reunião

Putin e Merkel se reúnem em Sochi para dicutir cooperação bilateral

"Não podemos deixar de aproveitar esta visita para tratar as relações bilaterais e os pontos mais conflituosos, como Ucrânia e Síria, e também talvez outras regiões", disse Putin a Merkel no início do encontro

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recebeu nesta terça-feira (2), em Sochi, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, para discutir os conflitos da Síria, Ucrânia e Líbia, entre outros assuntos. A informação é da Agência EFE.

“Não podemos deixar de aproveitar esta visita para tratar as relações bilaterais e os pontos mais conflituosos, como Ucrânia e Síria, e também talvez outras regiões”, disse Putin a Merkel no início do encontro.

A chanceler alemã disse que espera com “alegria” as conversações com Putin e acrescentou que também gostaria de falar sobre o conflito na Líbia.

Aprenda a investir na bolsa

“Claro que também vamos falar de assuntos internacionais, da situação em Ucrânia, Síria e Libia. Também, claro, discutiremos as relações bilaterais”, disse.

Merkel agradeceu ao chefe do Kremlin por “poder visitar Sochi” e lembrou que a cidade alemã de Hamburgo receberá em dois meses a cúpula de líderes do G20, o fórum que reúne as maiores economias do mundo e do qual fazem parte tanto Rússia quanto Alemanha.

O encontro de hoje é a primeira reunião bilateral nos dois últimos anos, nos quais as diferenças sobre a situação de Ucrânia e Síria desgastaram as relações entre Moscou e Berlim.

Segundo o porta-voz do Executivo alemão, Steffen Seibert, Merkel chegou a Sochi com o propósito de cooperar com a Rússia na busca por soluções “construtivas” aos desafios internacionais.

No entanto, especialistas citados pela agência oficial russa RIA Novosti não acreditam que as conversações entre a chanceler e o chefe do Kremlin levem à retomada das relações russo-alemãs.