Eleições 2018

PT vai brigar no TSE para mostrar esforço de campanha com Haddad

Com o titular da chapa preso em Curitiba, os telejornais das principais emissoras estão optando por não acompanhar a agenda do candidato a vice

Aprenda a investir na bolsa

TSE discute cobertura da campanha petista na TV

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral devem julgar nesta terça (28) pedido dos advogados do ex-presidente Lula para que as emissoras de televisão sejam obrigadas a incluir na cobertura dos candidatos os eventos da campanha petista.

Com o titular da chapa preso em Curitiba, os telejornais das principais emissoras estão optando por não acompanhar a agenda do candidato a vice, Fernando Haddad.

Aprenda a investir na bolsa

A coligação liderada por Lula quer que o TSE decida se, nesse caso, a liberdade da imprensa de tomar decisões editoriais está extrapolando o limite da obrigação e dar tratamento igual a todos os candidatos. O pedido de liminar já foi negado pelo ministro substituto Sérgio Banhos, que mandou ao plenário o recurso.

Nos bastidores, a aposta é de que essa composição de ministros não estaria inclinada a interferir dessa forma na atuação das emissoras de TV. Apesar de haver um desconforto de alguns ministros com os critérios de corte, baseados em desempenho nas pesquisas, que vem sendo adotados pela mídia. O PT tem rodado o país, com Fernando Haddad comandando a campanha, e vai brigar por espaço para mostrar esse esforço ao grande público.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear