Câmara

“PT só ganha (votação) quando temos pena”, diz Eduardo Cunha em jantar do PMDB

Presidente da Câmara disse em jantar do PMDB que "onde o PT vai, está todo mundo contra" e sobrou até comparação com o 7 a 1

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um jantar do PMDB acabou sendo pivô para mais uma declaração polêmica do influente presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Segundo informações do jornal O Globo, o pemedebista aproveitou o momento de confraternização que contou com entre 40 e 50 deputados do maior partido da base aliada para exaltar a força do PMDB e ironizar o PT.

Lembrando das sucessivas derrotas que impôs ao partido da presidente da República, Dilma Rousseff, Cunha disse que o PT só ganha votações na Câmara quando o PMDB fica com pena. “É um bom momento para todos nós. Não ter dependido do PT e da oposição (para ganhar a eleição de presidente da Casa) permitiu ao PMDB esse protagonismo político. E nos deu a liberdade para fazer o que estamos fazendo. É só olhar. É impressionante. Onde o PT vai, está todo mundo contra. No plenário… Impressionante. O PT não ganha uma votação. Só quando a gente fica com pena na última hora”, afirmou, de acordo com a reportagem de Evandro Éboli.

Outro deputado aproveitou o ensejo até para comparar o desempenho dos dois partidos com o 7 a 1 da partida Alemanha e Brasil na última Copa do Mundo. 

Aprenda a investir na bolsa

No jantar realizado no apartamento do deputado Newton Cardoso Júnior ainda estavam presentes os ministros Henrique Eduardo Alves, do Turismo e Eliseu Padilha, da Secretaria da Aviação Civil.