PT quer criar obstáculos para aprovação da venda da Nossa Caixa ao BB

A aprovação em Assembléia é o último passo legal para conclusão do negócio; partidos não conseguem se entender

SÃO PAULO – A base do PSDB do governador de São Paulo, José Serra, foi surpreendida pela insistência do PT em obstruir o projeto de lei que permite a absorção da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil que deverá ser votado nesta quarta-feira (17).

O partido ficou surpreso já que não contava que os petistas iriam se opor a um projeto que diz respeito também ao interesse de uma instituição financeira federal.

Por meio de uma emenda convocando um referendo popular para aprovar definitivamente a incorporação do banco, o deputado estadual Rui Falcão (PT) conseguiu transferir a votação para esta quarta-feira, uma vez que o regimento interno obriga a publicação no Diário Oficial de todas as emendas.

Mal entendido

“O PT havia decidido não obstruir. Parece que mudou de idéia. Vou propor que as reuniões do colégio de líderes comecem a ser gravadas e registradas em atas”, disse o líder governista na Casa, o deputado Barros Munhoz (PSDB). Em resposta, Falcão disse nunca ter havido acordo.