Política

PT estuda candidatura de Dilma Rousseff ao governo de Minas

Bem posicionada nas pesquisas eleitorais, presidente cassada é alvo de especulações internas no partido, que hoje tem a candidatura de Fernando Pimentel à reeleição como cenário mais provável

SÃO PAULO – Lideranças petistas em Minas Gerais estudam a possibilidade de o governador Fernando Pimentel ficar de fora da eleição de outubro, na qual buscaria a recondução ao cargo. Conforme noticia o jornal O Estado de S.Paulo, nomes da sigla avaliam uma possível substituição de Pimentel pela presidente cassada Dilma Rousseff. Figuras próximas aos dois negam qualquer articulação neste sentido.

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Conheça o Mapa Político

De acordo com o jornal, integrantes da direção do PT mineiro dizem temer que o desgaste de Pimentel leve a sigla ao isolamento em Minas, o que abre a possibilidade para a discussão de uma candidatura de Dilma, que pontua bem nas pesquisas feitas para consumo interno do partido e hoje é pré-candidata a uma das vagas ao Senado. Ela, no entanto, classifica tal informação como “fake news” e a atribui a adversários.

PUBLICIDADE

Nos últimos meses, a situação do governador ficou mais frágil, com atritos com setores importantes do funcionalismo, como os professores, além de prefeitos de diversas regiões do estado. Apesar de controlar a máquina estadual, Pimentel ainda não conseguiu construir alianças para uma coligação, ao contrário de seu adversário, o senador Antonio Anastasia (PSDB), que já articulou apoio de PPS, PSD e PSC.

Segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre 18 e 23 de maio, Dilma lidera a disputa por uma das vagas ao Senado Federal com 24,4% das intenções de voto, tecnicamente empatada com o tucano Aécio Neves, com 21%. A margem máxima de erro da pesquisa é de aproximadamente 2,5 pontos percentuais. Brancos, nulos e indecisos somaram 24,4%.

De acordo com a reportagem do Estadão, auxiliares de Pimentel rejeitam a ideia da substituição e dizem que a possibilidade de o governador não sair candidato à reeleição é menor do que a de a ex-presidente ser barrada na disputa do Senado. Diz a matéria que dirigentes petistas confirmam a articulação e especulam até o nome do empresário Josué Gomes (PR), filho do ex-vice-presidente José Alencar.

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Conheça o Mapa Político