Protestos

PT convoca manifestantes a vestir verde e amarelo para defender Dilma no 7 de setembro

Jornal vê semelhanças entre pedido atual e convocação de Collor antes do impeachment

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O PT pediu aos seus apoiadores que troquem o vermelho de suas camisas e bandeiras no dia 7 de setembro e vistam verde e amarelo para defender a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, “contra o golpe”. Em nota divulgada no site do partido, o PT convocou a militância a ir às ruas, “carregando a bandeira do Brasil, em defesa da democracia”. 

Wilmar Lacerda, da direção nacional do PT, ressalta que, apesar de pregar a defesa de Dilma, a ideia da manifestação não partiu do Planalto. “O governo não teve nenhuma participação. A convocação é do diretório nacional do PT”, disse Lacerda em entrevista ao Valor Econômico

Lacerda disse que não há constrangimento devido ao fato dos manifestantes que pedem pelo impeachment da Dilma normalmente se vestirem de verde e amarelo. Lembrando que um dos gritos tradicionais nestes protestos é de que a bandeira brasileira jamais será vermelha. 

PUBLICIDADE

O Valor também questionou o diretor do PT sobre a semelhança entre o pedido atual e o do ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello em agosto de 1992 para que o Brasil fosse às ruas com as cores da bandeira para mostrar que o impeachment era desejado por uma “minoria”. Na época, o apelo de Collor foi respondido com manifestantes vestidos de preto pedindo pelo seu impedimento. A isso, Lacerda disse que não é possível estabelecer relações entre aquele passado e o momento atual. 

“Isso aconteceu há muitos anos, num passado em que lutamos pelo impeachment. Agora, não é coisa do governo. Nós vamos comemorar a independência do Brasil”, disse. 

Veja a íntegra da nota publicada pela Agência PT:

“No próximo dia 7 de setembro, o Brasil comemora 193 anos de sua Independência e o Partido dos Trabalhadores convoca sua militância para ir às ruas, carregando a bandeira do Brasil, em defesa da democracia, da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A Direção Nacional do PT deliberou pelo apoio do partido aos atos do Grito dos Excluídos, que acontecem anualmente no dia 7 de setembro em todo o Brasil, e chega esse ano à sua 21ª edição.

Em Brasília (DF), a concentração dos petistas será a partir das 7h, na frente da Catedral, para seguir com o Grito dos Excluídos em direção à Esplanada dos Ministérios.

PUBLICIDADE

“O PT convoca sua militância a se somar ao Grito dos Excluídos em todo o País. Será um momento para apoiar o governo, apoiar Dilma e Lula, defender a democracia e o povo brasileiro, e dizer não ao golpe. Estamos chamando nossa militância para ir às ruas e levar as bandeiras do Brasil e do PT”, anuncia o membro da Direção Nacional do PT, Wilmar Lacerda”.