Em nota

PSB divulga nota sobre saída de Joaquim Barbosa das eleições

"A reflexão de foro íntimo realizada pelo ministro fez com que a candidatura não seguisse à frente, decisão que o PSB compreende, especialmente, por que é personalíssima", pontua o texto

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Poucas horas após a postagem do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa comunicando que não seria candidato a presidente, o PSB emitiu nota sobre o episódio. Segundo o texto, a decisão do ex-magistrado ocorre “nos termos da pactuação realizada em sua filiação” ao partido, ocorrida em 6 de abril.

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Clique aqui e assine o Mapa Político

O acordo construído naquela ocasião, conta a nota, possibilitava ao PSB não conceder a legenda a Barbosa, assim como o ex-ministro não assumir a obrigação de se candidatar. “Tratava-se, desde o princípio, portanto, de uma construção pautada pelo respeito mútuo entre as partes”, diz o texto divulgado pelo partido na tarde desta terça-feira (8).

PUBLICIDADE

“A reflexão de foro íntimo realizada pelo ministro fez com que a candidatura não seguisse à frente, decisão que o PSB compreende, especialmente, por que é personalíssima”, pontua o texto.

“O PSB segue doravante, com serenidade, na tentativa de contribuir para a construção de alternativas para o País, que contemplem os amplos clamores populares, pela renovação da prática política, algo que a possibilidade da candidatura do ministro Joaquim Barbosa tão bem representou”, conclui.

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Clique aqui e assine o Mapa Político