Eleições

PSB critica Marta e ex-petista fica mais longe da prefeitura de São Paulo

Presidente estadual da sigla disse que a senadora não é mais prioridade do partido, que pode até mesmo apoiar o PSDB nas próximas eleições

SÃO PAULO – Desfiliada do PT há alguns meses, a senadora Marta Suplicy não é mais prioridade para o PSB nas eleições para a Prefeitura de São Paulo em 2016. O presidente estadual do partido e vice-governador paulista, Márcio França, afirmou que se Marta quiser concorrer no ano que vem terá que enfrentar as prévias dentro do PSB. França, que é integrante da Executiva Nacional da sigla, disse que o partido pode até apoiar o PSDB no pleito. 

A demora da senadora em definir se irá para o PSB irritou membros do partido, principalmente depois das notícias de que ela andou flertando com o PMDB nos últimos tempos. A data para a filiação da ex-petista havia sido marcada para sábado, dia 15, mas a data foi adiada sem previsão de quando poderá ocorrer. 

Segundo informações do Valor Econômico, o presidente do diretório do PSB da capital paulista, vereador Eliseu Gabriel, afirmou que os “ânimos esfriaram” dentro do partido em relação ao ingresso de Marta. “Esperamos pela filiação, estamos angustiados com essa indefinição”, disse o parlamentar. “Ela está vacilando muito”. O dirigente afirmou que a última conversa que teve com Marta foi há um mês e, desde então, não obteve mais retorno da senadora.

PUBLICIDADE

Desde abril Marta mostra intenção de ir para o partido para concorrer o próximo pleito.