Manifestação

Protesto contra impeachment fecha a Paulista e tem confronto entre manifestantes e PM

Os manifestantes caminhavam em direção ao Masp e ao chegarem na altura do museu, onde havia um cordão de isolamento da PM, alguns manifestantes passaram pelos agentes, que atiraram bombas de gás lacrimogêneo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Enquanto a presidente afastada Dilma Rousseff respondia a questionamentos no Senado em Brasília, um protesto contra o seu impeachment ocorreu na Avenida Paulista, em São Paulo. Com início marcado para 17h, o ato, porém, saiu de controle por volta das 19h, quando manifestantes e a Polícia Militar entraram em confronto. Alguns integrantes dos movimentos colocaram fogo em objetos e jogaram na via.

Os manifestantes caminhavam em direção ao Masp (Museu de Arte de São Paulo) e ao chegarem na altura do museu, onde havia um cordão de isolamento da Polícia Militar, alguns manifestantes passaram pelos agentes, que atiraram bombas de gás lacrimogêneo, iniciando a confusão. O movimento foi organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Segundo organizadores, o bloqueio contraria o acordo feito com o comando da PM que previa a marcha até a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio. “A PM esta sempre protegendo a Fiesp que se transformou no QG do golpe”, disse Raimundo Bomfim, da Central de Movimentos Populares, para o Estadão.

Aprenda a investir na bolsa

Veja imagens:

Protesto Paulista

Protesto Paulista

Protesto Paulista