Investigação

Procuradoria envia pedidos de inquérito contra governadores do Rio e do Acre

Procuradoria Geral da República encaminhou nesta quinta pedidos de abertura de inquérito contra Sérgio Cabral, Tião Viana e Luiz Fernando Pezão

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Menos de uma semana após a “lista de Janot”, a Procuradoria Geral da República (PGR) enviou ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) novos pedidos para abertura de inquéritos. Desta vez os nomes mencionados são do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), o ex-governador do estado Sérgio Cabral (PMDB) e o governador do Acre, Tião Viana (PT).

O relator dos casos no STJ, ministro Luiz Felipe Salomão, deve autorizar a abertura dos procedimentos ainda nesta quinta-feira (12). A exemplo dos casos da semana passada, enviados ao STF (Supremo Tribunal Federal), os processos vão tramitar sem sigilo. A PGR, nas petições, já fez os primeiros pedidos de diligência.

Vale destacar que governadores têm foro privilegiado junto ao STJ, e não ao STF, por isso a diferença da lista da última semana. Segundo o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, ele arrecadou R$ 30 milhões em recursos desviados da estatal para caixa dois da campanha de Sérgio Cabral para governador e de Pezão para vice em 2010. Pezão e Cabral vão ser investigados num mesmo inquérito. O outro governador a ser investigado, Tião Viana, é suspeito de ter recebido R$ 300 mil do esquema, conforme os delatores Paulo Roberto e o doleiro Alberto Youssef.