Procuradora afirma que Paulinho é suspeito em desvios do BNDES

Presidente da Câmara pode instaurar processo para investigar deputado; Força Sindical fala em perseguição política

SÃO PAULO – A Procuradora da República Adriana Scordamaglia afirmou que o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT), o Paulinho, é suspeito de envolvimento com desvio de verbas do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Segundo a procuradora, as suspeitas são baseadas em interceptações telefônicas e análise contextual. A declaração provocou reação do Senador Jefferson Peres (PDT), que defendeu o afastamento temporário de Paulinho da legenda. O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT), pode acionar a corregedoria da casa para investigar o assunto.

Foro privilegiado

A procuradora afirmou também não competir a ela investigar o deputado, uma vez que em função do foro privilegiado garantido aos parlamentares, somente o STF (Supremo Tribunal Federal) pode julgá-lo, após abertura de inquérito pelo Procurador Geral da União, Antônio Fernando de Souza.

PUBLICIDADE

Por outro lado, a Força Sindical, central presidida por Paulinho, afirmou em nota que o deputado é vítima de “implacável perseguição política”. Suspeita-se do envolvimento de várias prefeituras no esquema investigado pela operação Santa Tereza da Polícia Federal.