Estados Unidos

Processo de impeachment de Trump entra em nova fase com audiências públicas

Comissão começou a coletar ao vivo os testemunhos na última quarta-feira

(Joyce N. Boghosian/Casa Branca )
Aprenda a investir na bolsa

(ANSA) – Começou na última quarta-feira (13) a fase de depoimentos abertos do inquérito de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Até agora, os depoimentos e testemunhos vinham sendo coletados de forma privada. Com as declarações públicas para o Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes, Trump pode enfrentar um dos momentos mais dramáticos da sua Presidência.

O inquérito, defendido pelos democratas, tem como ponto central apurar um suposto abuso de poder de Trump que poderia levar o presidente para um julgamento no Senado.

Aprenda a investir na bolsa

A suspeita é de que Trump tenha pressionado a Ucrânia para investigar Hunter Biden, filho do ex-vice-presidente Joe Biden, um dos principais candidatos à nomeação democrata para as eleições de 2020.

Os primeiros a prestarem depoimento hoje foram Bill Taylor, principal diplomata americano na Ucrânia, e George Kent, responsável pelas formulações de política externa para Europa e Eurásia do Departamento de Estado.

De acordo com os depoimentos, o governo da Ucrânia teria sido chantageado com a suspensão da ajuda militar dos EUA no valor de US$ 391 milhões, montante usado por Kiev na luta contra milícias separatistas no leste apoiadas pela Rússia.

Taylor citou que, em 26 de julho, o embaixador norte-americano na União Europeia, Gordon Sondland, chegou a dizer que “Trump se importava mais com a investigação de Biden do que com a Ucrânia”.

Esperadas com grande expectativa nos Estados Unidos, estas são as primeiras audiências de um inquérito de impeachment contra um presidente do país em 20 anos, desde que Bill Clinton (1993-2001) teve que responder sobre sua relação com a estagiária Monica Lewinsky.

Já a Casa Branca informou que Trump não está acompanhando os depoimentos pela televisão, pois tem trabalhado “em reuniões no Salão Oval”. (ANSA)

PUBLICIDADE

Invista melhor seu dinheiro. Abra uma conta na XP Investimentos clicando aqui