Presidente do PT deixa o cargo depois de escândalo do “Dossiê Serra”

Outras quatro pessoas foram expulsas: Oswaldo Bargas, Joge Lorenzetti, Hamilton Lacerda e Expedito Veloso

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente do PT, Ricardo Berzoini, pediu licença do cargo na sexta-feira (4). Quem ocupará essa função a partir de agora será primeiro vice-presidente do partido, Marco Aurélio Garcia.

Mais quatro pessoas envolvidas com o escândalo da compra de dossiê contra candidatos do PSDB foram expulsas do partido: Oswaldo Bargas, Jorge Lorenzetti, Hamilton Lacerda e Expedito Veloso.

Berzoini já estava afastado

Berzoini, que coordenava a campanha presidencial de Lula, já havia sido afastado pelo próprio presidente, que o responsabilizou por ter contratado os “aloprados” e “imbecis” que foram envolvidos no episódio.

Aprenda a investir na bolsa

Já Lacerda coordenava a campanha do senador Aloísio Mercadante ao governo de São Paulo e foi acusado de entregar R$ 1,7 milhão ao advogado Valdebran Padilha, que faria a compra dos documentos.

Os outros políticos expulsos também faziam parte da coordenação da campanha do presidente Lula à reeleição.