Presidente do Fed alerta para riscos vindos da Europa e bolsas quase viram

"Abismo fiscal" também preocupa o economista Ben Bernanke; Nasdaq chegou a operar no negativo após discurso

SÃO PAULO – As principais bolsas norte-americanas perderam fôlego por volta das 11h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira (7). O discurso de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve, no congresso do país trouxe mau humor ao mercado: o economista destacou os perigos vindos da crise na Europa e o “abismo fiscal” que deverá ocorrer nos Estados Unidos no início de 2013. 

O S&P 500, um dos principais índices acionários norte-americanos, que operava em alta de 1% na manhã agora opera em alta de 0,35% por volta das 12h50 (horário de Brasília), enquanto o Dow Jones, alcança alta de 0,66%. Já o Nasdaq registra alta de 0,22%, após chegar a operar no negativo.

Europa e o “Abismo”
Para Bernanke, o maior risco é a situação da crise financeira europeia – que pode agravar a desaceleração da economia norte-americana. O presidente do Fed destacou estar “atento” para a situação, e poder anunciar novas medidas de estímulo caso seja necessário. Contudo, nada é planejado no momento.

PUBLICIDADE

Outro risco para o desempenho da economia norte-americana seria o “Abismo Fiscal”, que pode atrapalhar a recuperação caso venha a ocorrer. Trata-se do corte automático de gastos previstos para o final de 2012, conforme o país tenta reduzir seu déficit orçamentário. A próxima reunião do Fomc (Federal Open Market Committee) foi marcada para os dias 19 e 20 de junho, e uma nova medida, mesmo que de curto prazo, pode ser anunciada.