Presidente da CPI afirma que Dilma mentiu; comissão será enterrada, afirma governista

Deputado Luiz Sérgio afirma que não incluirá investigações sobre dossiê em versão final de relatório e rejeita acareação

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A presidente da CPI dos cartões corporativos afirmou que a ministra Dilma Rousseff mentiu sobre a existência de “dossiê” sobre gastos de Fernando Henrique Cardoso, pedindo prorrogação das investigações. Já para governista, a terça-feira (27) deve marcar enterro da comissão.

“É um crime fazer dossiê, resquício de Estado arbitrário. Precisamos de tempo para responder a essas perguntas”, afirmou a senadora Marisa Serrano (PSDB). A presidente da CPI também fez apelo aos membros da comissão para que aprovem a acareação de José Aparecido Nunes Pires e André Fernandes, apontados como responsáveis por vazar os dados sigilosos.

Explícito e Fúnebre

Contudo, o relator da CPI, deputado Luiz Sérgio (PT), reafirmou que não incluirá as investigações sobre o suposto dossiê em seu relatório final, entendendo que investigações a respeito são de responsabilidade da Polícia Federal. “Vamos encaminhar contra a acareação, ela não serve ao objeto da CPI”, afirmou.

PUBLICIDADE

Mais incisivo, o deputado Carlos Willian (PTC) disse que “a CPI não andou. Ela está capengando. Não há dúvida nenhuma de que hoje é o seu enterro”, explicitando a estratégia da base aliada em relação aos requerimentos que seriam postos em votação neste dia.