CPI da Petrobras

Presidente da Câmara Eduardo Cunha vai depor na CPI da Petrobras na quinta-feira

Cunha se ofereceu para comparecer à comissão espontaneamente depois que o nome dele surgiu entre as pessoas sobre as quais foram abertos inquéritos no STF

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, será o próximo a depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras (PETR3;PETR4), na próxima quinta-feira (12), às 9h30. 

Cunha se ofereceu para comparecer à comissão espontaneamente depois que o nome dele surgiu entre as pessoas sobre as quais foram abertos inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) na última sexta-feira. Ele nega qualquer envolvimento nos fatos apurados pela chamada Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Além dele, será ouvido o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli.

Aprenda a investir na bolsa

Neste momento, a CPI está reunida no plenário 2. Em instantes, deve começar o depoimento do engenheiro Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras e delator da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Em sua delação premiada à Justiça, Barusco declarou ter recebido propina de empresas que mantinham contrato com a Petrobras desde 1997. Segundo ele, a partir de 2003, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, passou a participar do esquema. De acordo com o delator, Vaccari teria recebido entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões em propinas para o PT, entre 2003 e 2013.