Segundo Folha

Preocupado com novas eleições, Temer consulta ministros do Supremo, diz colunista

Dizem magistrados que a ideia pode ser considerada inconstitucional e barrada pela corte

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Cada vez mais próximo de assumir a interinamente presidência da República com o provável afastamento de Dilma Rousseff do cargo, o vice Michel Temer escalou emissários para conversar com ministros do Supremo Tribunal Federal acerca da proposta de convocação de novas eleições presidenciais.

A ideia, que tem assustado o peemedebista mal avaliado nas pesquisas de intenção de voto e estudada pela ala governista, pode ser considerada inconstitucional e barrada pela corte após alguma medida judicial na avaliação de magistrados, conforme aponta nota da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Aliados de Temer têm classificado a iniciativa de “golpe” — termo que tem sido usado pelos contrários ao impeachment sobre um processo que acusam não ter fundamento jurídico por carecer crime de responsabilidade sobre a petista, tese que é refutada pela oposição. A base social do governo estaria dividida sobre o uso do mecanismo.

Aprenda a investir na bolsa

Quanto à possibilidade de haver cassação da chapa pelo Tribunal Superior Eleitoral mesmo depois do impeachment, diz a colunista que Temer estaria menos preocupado. Espera-se que o TSE declare o tema prejudicado com o afastamento da titular.

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa