Tragédia em São Paulo

“Prédio foi invadido e parte por uma facção criminosa”, afirma Doria sobre edifício que desabou em SP

"Ali era um centro de distribuição de drogas, além de abrigar famílias em situação de rua", disse o ex-prefeito

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Ao ser questionado sobre o desabamento do prédio no centro de São Paulo na madrugada desta terça-feira (1), o ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo do Estado, João Doria (PSDB), prestou solidariedade às famílias desabrigadas, mas não deixou de criticar a invasão coordenada pela Frente de Luta pela Moradia ao edifício.

“A solução [para tragédias como ao incêndio] é evitar as invasões. O prédio foi invadido e parte por uma facção criminosa”, afirmou Doria nesta terça-feira em visita à 25ª Agrishow, evento que está acontecendo em Ribeirão Preto (SP). Segundo ele, a prefeitura tentou desocupar o local por diversas vezes e abrigar as famílias em outros imóveis, mas as tentativas foram em vão: “todas foram rechaçadas com ameaça de violência, porque ali era um centro de distribuição de drogas, além de abrigar famílias em situação de rua”, afirmou.

Doria afirmou que já conversou com representantes da prefeitura de São Paulo e confirmou a informação dada pelo presidente Michel Temer de que toda a assistência será dada aos desabrigados, com a possibilidade de recuperação de algum edifício público no próprio centro de São Paulo para encaminhar famílias que deixaram o local.

PUBLICIDADE