RADAR INFOMONEY AO VIVO Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

Petrobras anuncia plano para 2021 a 2025 e mercado não gosta; assista

Pré-candidato à presidência dos EUA diz que país não deve ajudar Europa

Mitt Romney admite que é de interesse dos EUA que o bloco se salve, mas o socorro não depende dos norte-americanos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – “A Europa tem de se salvar. Os Estados Unidos não darão nenhum dinheiro para resolver sua crise”. A afirmação é do pré-candidato republicano à presidência dos EUA, Mitt Romney, que abre o calendário político naquele país, nesta terça-feira (3) em Iowa.

Em entrevista ao jornal italiano La Stampa, o candidato diz que os EUA não deve ajudar financeiramente à Europa. “Alemanha, França, Itália, tem todos os recursos para pagar suas dívidas, resolver a crise de confiança, investir e começar a crescer novamente, possivelmente através de uma economia de mercado real. Os Estados Unidos devem pensar em sua própria crise, e não darão um dólar para a salvação da Europa”, afirmou.

Início do calendário eleitoral
Nesta data teve início o caucus de Iowa, com o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, o deputado federal Ron Paul e o ex-senador Rick Santorum. O caucus de Iowa tem grande relevância no cenário político norte-americano por ser o primeiro grande teste para os pré-candidatos que se enfrentarão nas eleições presidenciais de 6 novembro.

Aprenda a investir na bolsa

“É claro que é do nosso interesse evitar o colapso econômico da Europa, mas não depende de nós evitá-lo. São os europeus que têm o dever de resolver a sua crise, com os meios que possuem”, concluiu Romney.