Alerta vermelho

Poucos meses de vida: sistema Cantareira pode secar em julho, aponta O Globo

Caso das tempestades ficarem dentro do que foi registrado nos últimos três meses, os reservatórios conseguirão "sobreviver" até julho, com as previsões levando em conta que a vazão dos reservatórios continuará a mesma

SÃO PAULO – Segundo informações do jornal O Globo, o Sistema Cantareira, responsável por abastecer 6,5 milhões de pessoas na Grande São Paulo, tem “poucos meses de vida”. Segundo projeção feita pela Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) o Cantareira pode secar em julho – de 2015. 

De acordo com a pesquisadora e hidróloga do Cemaden, Luz Adriana Cuartas, foram levados em conta cenários com diferentes quantidades de chuva. Em um deles, a previsão é de 10% da média histórica de chuva, o que levaria o Cantareira a secar em março. No caso das precipitações ficarem dentro da média, um dos dois volumes mortos seria recuperado até abril, e água acabaria em junho.

Já no caso das tempestades ficarem dentro do que foi registrado nos últimos três meses, os reservatórios conseguirão “sobreviver” até julho, com as previsões levando em conta que a vazão dos reservatórios continuará a mesma.

PUBLICIDADE

A Sabesp (SBSP3) trabalha para reduzir a quantidade de água retirada das represas que formam o Cantareira ao longo dos próximos meses e já fala na utilização de um terceiro volume morto. 

Vale ressaltar que, ontem, um dia após afirmar que São Paulo já enfrenta racionamento de água desde o ano passado, Geraldo Alckmin disse que foi “mal interpretado”. “Claro que fui (mal interpretado). Porque, na realidade, o que estamos fazendo é evitando o racionamento.”