Diz Estado

Por Whatsapp, Cunha pede que deputados fiquem em Brasília até sexta para tratar sobre impeachment

A ideia do peemedebista é convocar a reunião do colégio de líderes assim que o STF se manifestar sobre o rito do impeachment nesta quarta-feira, informou O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pediu aos deputados nesta segunda-feira (14), por mensagem no Whatsapp, que fiquem em Brasília até sexta-feira, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. A ideia do peemedebista é convocar a reunião do colégio de líderes assim que o STF (Supremo Tribunal Federal) se manifestar sobre o rito do impeachment nesta quarta-feira. 

Segundo o texto de Cunha mostrado ao Estado por um parlamentar que integra o grupo de deputados do PMDB no aplicativo de mensagens, os líderes de cada partido terão até o dia seguinte para apresentar os seus indicados para integrar a comissão que avaliará o pedido de impeachment. 

Na mensagem, Cunha diz que deputados se preparem para ficar em Brasília nesta quinta e, “talvez”, também na sexta-feira. “Assim que sair a decisão do STF convocarei reunião líderes e darei prazo de indicação até o início do dia seguinte”, diz a primeira mensagem, enviada às 10h12. Na sequência, ele completa: “Estejam preparados  para ficarem em Brasília na quinta e talvez na sexta”. 

PUBLICIDADE

Com partidos de oposição, Cunha combinou que, para acelerar o processo, deverá convocar sessões às segundas-feiras e sextas-feiras.