Eleições legislativas

Por que Wall Street está comemorando o resultado da eleição nos EUA?

Após 8 anos, os democratas conseguiram reconquistar a maioria na Câmara, enquanto os republicanos mantiveram o controle do Senado, mostrando uma forte divisão do Congresso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As eleições legislativas dos Estados Unidos ganharam uma dose extra de importância este ano ao serem tratadas como uma espécie de plebiscito sobre o governo de Donald Trump, e o resultado, apesar de ser considerado uma derrota para o presidente, empolgou os investidores nesta quarta-feira (7).

Após 8 anos, os democratas conseguiram reconquistar a maioria na Câmara dos Representantes, enquanto os republicanos mantiveram o controle do Senado, mostrando uma forte divisão do Congresso. E mesmo perdendo na Câmara, Trump afirmou que a eleição foi uma “grande vitória”.

Mas o que explica a a euforia dos investidores com esta derrota do presidente e com a divisão do Congresso é o fato de que há uma expectativa agora, mesmo com os Democratas no comando da Câmara, de que as políticas de Trump favoráveis aos negócios continuem tendo apoio, favorecendo o mercado financeiro.

Aprenda a investir na bolsa

Por outro lado, as pautas mais extremistas do presidente agora devem ter um controle maior, tendo mais dificuldades de aprovação. É o caso da guerra comercial com a China, que tem gerado bastante tensão no mercado e que Trump agora terá mais dificuldade em andar com suas propostas nesta disputa.

Assim, com a Câmara em suas mãos, o Partido Democrata deve dificultar a vida de Trump no Congresso, onde ele já teve problemas para negociar algumas de suas bandeiras mesmo com maioria republicana, como a construção do muro na fronteira com o México e a revogação do sistema de saúde de Barack Obama, o Obamacare. Mas as pautas pró-negócios devem seguir tendo o apoio das duas Casas. 

Historicamente, os mercados de ações registram movimentos positivos quando o Congresso está dividido. Nesta quarta, o índice Dow Jones registrava ganhos de 1,04%, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq avançavam 1,27% e 1,72% às 14h35 (horário de Brasília).

Entre os setores que “comemoram” na bolsa está o as empresas de tecnologia, como a Amazon, já que este novo cenário pode dificultar a perseguição que Trump tem feito à empresa alegando que ela é grande demais e tem influência na economia.

Essa é a terceira vez que a Câmara muda de controle em apenas 12 anos. A Casa tem a prerrogativa de instaurar, por exemplo, processos de impeachment contra presidentes, embora a decisão final caiba sempre ao Senado.

“Graças a vocês amanhã será um novo dia na América”, afirmou Nancy Pelosi, democrata e provável futura presidente da Casa, prometendo retomar os “controles constitucionais” sobre Trump.

PUBLICIDADE

Aproveite as oportunidades da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!