Política

Por 74 votos a 0, Senado cassa o mandato de Delcídio do Amaral

Ele foi solto em fevereiro após ficar 87 dias preso e fechar um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Por 74 votos a 0, o Senado decidiu, na noite desta terça-feira (10), pela cassação de Delcídio do Amaral (sem partido-MS) por quebra de decoro parlamentar. Houve apenas uma abstenção, do senador João Alberto (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética do Senado. Ele foi solto em fevereiro após ficar 87 dias preso e fechar um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República.

Ex-líder do governo no Senado, ele foi preso pela Polícia Federal (PF), em novembro do ano passado, por tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato ao oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

A decisão de cassar o mandato do senador do Mato Grosso do Sul deverá ser publicada na edição desta quarta (11) do Diário Oficial do Senado juntamente com um comunicado convocando o primeiro suplente de Delcídio, o empresário sul-matogrossense Pedro Chaves dos Santos (PSC-MS). O suplente terá até 30 dias para assumir a cadeira de Delcídio.

Aprenda a investir na bolsa