Pesquisa

Por 47% a 43%, Datafolha mostra empate técnico entre Marina e Dilma no 2º turno

Na simulação de segundo turno, a combinação de oscilação negativa de Marina, com queda de dois pontos, e com o avanço da petista no mesmo percentual fez com que houvesse um novo empate técnico, confirmando a situação das últimas pesquisas

SÃO PAULO – O Datafolha mostrou um empate técnico entre Marina Silva (PSB) e Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, conforme revelado na noite desta quarta-feira (10), com a candidata petista tendo oscilação para cima. Na simulação de primeiro turno, Dilma tem 36% das intenções de voto, ante 33% de Marina, enquanto Aécio Neves (PSDB) alcança 15%. Já os outros candidatos somam 4% das intenções de voto. 

Na simulação de segundo turno, a combinação de oscilação negativa de Marina, com queda de dois pontos, e com o avanço da petista no mesmo percentual fez com que houvesse um novo empate técnico, confirmando a situação das últimas pesquisas VoxPopuli e MDA. Agora, porém, a vantagem numérica é para Marina Silva: com 47% das intenções ante 43% de Dilma. 

Nas simulações entre Dilma e Aécio, a petista vence o tucano por 49% a 38%; já num eventual segundo turno de Marina contra Aécio, a vitória da primeira por 54% a 30%. 

PUBLICIDADE

Avaliação de gestão de Dilma permanece estável
A pesquisa ainda mostrou que a avaliação da presidente permaneceu inalterada em relação à leitura anterior. No total, 36% do eleitorado avalia o governo da petista como ótimo e bom, enquanto 38% dos eleitores acreditam que a gestão de Dilma é regular. A avaliação ruim ou péssima do governo da candidata à reeleição continuou em 24%.

Rejeição dos três principais presidenciáveis sobe
O mais recente levantamento do Datafolha apontou ainda que a rejeição dos três principais candidatos à presidência aumentou. Enquanto o índice de rejeição de Dilma passou de 32%  para 33%, Marina foi rejeitada por 18% dos eleitores, ante 16% na leitura anterior. No mesmo sentido, o índice de rejeição do tucano subiu de 21% para 23%. 

Foram feitas 10.568 entrevistas entre terça e quarta-feira, com registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de número 00584/2014.