Paulistas descontentes

Popularidade de Alckmin chega a pior nível da história, diz Datafolha

Apenas 28% do eleitorado paulista considera o governo Alckmin ótimo ou bom, sendo que 55% da população apoia as ocupações das escolas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em meio à persistente crise hídrica e a controvérsia com o plano de remodelação do ensino público, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nunca esteve com a popularidade tão baixa. Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (4), apenas 28% do eleitorado paulista qualifica o desempenho do tucano como ótimo ou bom. Lembrando que a pesquisa foi feita antes das violentas ações policiais contra estudantes em manifestações. 

Em nenhum dos quatro mandatos de Alckmin a sua popularidade esteve tão baixa, o que se torna ainda mais crítico lembrando que às vésperas da eleição que o reelegeu, o governador tinha 48% de aprovação dos eleitores. Seu melhor momento foi uma aprovação de 69% em 2006. 

Já o número de paulistas que classificam a gestão Alckmin como ruim ou péssima subiu para 30%, sendo a primeira vez que ele sofre mais desaprovação do que aprovação numericamente. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais. 

PUBLICIDADE

A pesquisa ainda mostrou que a maior reprovação do governador é entre o eleitor mais escolarizado, sendo que 43% das pessoas que possuem ensino superior desaprovam a sua gestão. Ele também vai mal entre o público mais jovem, com 36% de reprovação no eleitorado de 16 a 24 anos. 

Em São Paulo, capital, a reprovação de Alckmin chega a 39%, número consideravelmente maior do que o de cidades do interior do estado, na quais sua desaprovação fica em 23% em média. 

Sobre os protestos recentes, 55% dos paulistas apoia as ocupações das escolas pelos estudantes, contra 40% que são contra. 

Alckmin é um dos políticos mais cotados dentro do PSDB para disputar a eleição presidencial de 2018, provavelmente contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. 

É hora ou não é de comprar ações da Petrobras? Veja essa análise especial antes de decidir: