Perícia

Polícia Federal indica que Lula orientou reformas de R$ 1,2 milhão em sítio em Atibaia

Segundo os peritos, as obras começaram a ser projetadas em setembro de 2010 e tiveram início em novembro do mesmo ano, quando Lula ainda era presidente

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher Marisa Letícia teriam orientado as reformas realizadas no sítio em Atibaia (SP) frequentado pela família do petista, apontou um laudo feito pela Polícia Federal. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo os peritos, as obras começaram a ser projetadas em setembro de 2010 e tiveram início em novembro do mesmo ano, quando Lula ainda era presidente. Os trabalhos na propriedade duraram cerca de quatro anos, até outubro de 2014 e custaram R$ 1,2 milhão, segundo a perícia da PF.

Ao analisar a instalação de equipamentos de cozinha no sítio, o laudo aponta que a “execução foi coordenada por arquiteto da empreiteira OAS, Sr. Paulo Gordilho, com conhecimento do presidente da OAS, Léo Pinheiro, e com orientação do ex-presidente Lula e sua esposa, conforme identificado nas comunicações do arquiteto da empreiteira e de Fernando Bittar”.

PUBLICIDADE