AO VIVO Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Operação Patmos

Polícia Federal identifica 46 ligações entre Aécio e Gilmar no WhatsApp em três meses

De acordo com ambos, o assunto tratado foi a reforma política

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Relatório da Polícia Federal apontou que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e um número de celular registrado como de ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), fizeram 46 ligações via Whatsapp entre fevereiro e maio de 2017. Muitos contatos ocorreram no período em que o tucano já estava sendo investigado na Corte sob suspeita de receber propina da JBS.

As tabelas mostram que teriam sido 38 chamadas com um celular de Aécio, e 5 com outro, dentro desse período de tempo. Do total de 43, 20 tiveram zero segundos de duração, sugerindo que não foram completadas, enquanto outras 23 tiveram duração de tempo que variou entre alguns segundos e oito minutos.

A PF destacou que Gilmar Mendes é relator de quatro inquéritos contra o senador no Supremo e que ao menos uma das ligações ocorreu em um dia no qual o ministro da Corte deu uma decisão que suspendeu um interrogatório pelo qual Aécio deveria passar no dia seguinte. “Não é possível conhecer a finalidade ou o contexto em que houve essas ligações, restando tão somente evidenciado a frequência de contato entre as autoridades em questão”, disse inicialmente a PF no relatório encaminhado ao Supremo como parte das análises realizadas na Operação Patmos.

Aprenda a investir na bolsa

A PF diz não ser possível afirmar que as ligações feitas no dia 25 de abril tenham relação com o requerimento feito por Aécio na mesma data pedindo a suspensão do interrogatório, mas “é de se destacar a coincidência desses contatos”.

As ligações não foram interceptadas pela PF, mas identificadas a partir da análise de celulares apreendidos com Aécio na operação Patmos. Não é possível saber o conteúdo das conversas.

Em nota, Gilmar Mendes informou que manteve contato constante, desde o início de sua gestão, com todos os presidentes de partidos políticos para tratar da reforma política. A defesa ressalta que “pouco mais da metade das ligações citadas foram completadas, conforme consta do relatório da PF.”

 Já a assessoria de Aécio afirmou que o senador “mantém relações formais com o ministro Gilmar Mendes e, como presidente nacional do PSDB, manteve contados com o ministro, presidente do TSE, para tratar de questões relativas à reforma política. Ressalte-se que pouco mais da metade das ligações citadas foram completadas, conforme consta do relatório da PF. Ocorreram também reuniões públicas para tratar do tema, com a presença do presidente da Câmara e presidentes de outros partidos. O senador Aécio é autor de uma das propostas aprovadas no âmbito da reforma política”.