Investigação

Polícia Federal fez buscas em duas cidades de Minas após ameaça de atentado contra Bolsonaro

Investigação teve início após um homem ser detido por ter feito menção em rede social a suposto plano que visava atentar contra o presidente

Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

SÃO PAULO – A Polícia Federal cumpriu, no último domingo (1), dois mandados judiciais de busca e apreensão nas cidades mineiras de Três Corações e Alfenas, de forma a apurar suposto crime contra a segurança nacional que poderia ser cometido contra Jair Bolsonaro.

De acordo com nota da PF, a investigação teve início após um homem ser detido, na última sexta-feira (29), por ter feito menção, em rede social, postando fotos e vídeos de suposto plano que visava atentar contra o presidente.

Na ocasião, o presidente estava em visita oficial à Escola de Sargentos das Armas (ESA), de Três Corações, por ocasião de solenidade de formatura do Curso de Sargentos.

PUBLICIDADE

O suspeito trabalhava como terceirizado na ESA e aparecia em vídeos postados em redes sociais, afirma a PF.

O crime investigado tem pena de 3 a 10 anos de reclusão e a investigação tramita em segredo de Justiça.