Plano de reduzir emissões de CO2 do Japão é apoiado por 70% dos japoneses

Porém, a proposta de reduzir as emissões em 25% até 2020 recebe críticas de empresários, pelo efeito na economia

SÃO PAULO – Entre a população japonesa, 70% apoiam um plano para reduzir as emissões de CO2 entre 25% e 40% para os países desenvolvidos, segundo indicou a pesquisa World Wide Views on Global Warming, da Danish Board of Tecnologie.

De acordo com o Japan Times, em seu site na internet, a pesquisa indica apoio à proposta do primeiro-ministro do país asiático, Yukio Hatoyama, que assumiu o governo no último dia 16 de setembro. A medida, que prevê reduzir as emissões do Japão em 25% até 2020, considerando os níveis de 1990, é apoiada por 70% dos entrevistados.

Urgência de mudança

Além disso, 81% dos japoneses consideram que um novo acordo climático para substituir o Protocolo de Kyoto deve ser feito imediatamente, na conferência da ONU (Organização das Nações Unidas), em dezembro deste ano, em Copenhague.

PUBLICIDADE

Apesar do apoio da população, o projeto de Hatoyama tem sido alvo de críticas de empresários japoneses, que afirmam que a meta irá prejudicar a economia do país ainda mais nesse momento de recessão.