Política

Plano de concessões de Dilma infla números e inclui ‘obras malucas’, diz Serra

A proposta da petista prevê investimentos da ordem de R$ 198,4 bilhões

O senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) criticou nesta terça-feira, 9, o pacote de concessões lançado hoje pela presidente Dilma Rousseff. A proposta da petista prevê investimentos da ordem de R$ 198,4 bilhões. Para o tucano, que foi derrotado pela petista na eleição presidencial de 2010, o governo infla os números duas ou três vezes no pacote, inclusive com a inclusão de “obras malucas, no estilo trem-bala”.

 

“É o caso dessa ferrovia Brasil-Peru, que não tem nenhuma prioridade”, disse Serra, em nota distribuída pela assessoria de imprensa, em referência indireta à Ferrovia Bioceânica, que deverá fazer a interligação do Centro-Oeste e do Norte do Brasil com o país vizinho, com investimento previsto de R$ 40 bilhões para o trecho brasileiro.

PUBLICIDADE

 

O senador do PSDB disse que é melhor fazer algo do que não fazer nada. Mas observou que a iniciativa apresentada pelo governo copia ações que governos do PSDB fizeram em São Paulo, inclusive quando comandada por ele próprio, que foi atacado “ferozmente”. Serra observou ainda que o governo deixou passar pelo menos 10 anos até fazer “o certo, o que atrasou irremediavelmente as obras de infraestrutura no País, aumentando o custo Brasil e enfraquecendo a competitividade da nossa economia”.