Só na internet

Planalto confirma que Dilma não fará discurso em 1º de maio, mas nega “efeito panelaço”

Edinho Silva disse que o objetivo é usar outros "modais de comunicação" e completou afirmando que a presidente irá dialogar com a sociedade pelas redes sociais

SÃO PAULO – Como já se vinha especulando, a presidente Dilma Rousseff (PT) não irá discursar em rede nacional de rádio e televisão no feriado de 1º de maio, quando se comemora o Dia do Trabalho. A informação foi confirmada pelo ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, nesta segunda-feira (27), em Brasília.

Porém, o ministro negou que a decisão, que foi tomada por unanimidade em reunião de coordenação realizada hoje, tenha sido resultado do panelaço promovido em várias cidades do país contra a presidente durante a transmissão do seu pronunciamento no Dia Internacional da Mulher. Muito se especulava que Dilma não falaria para evitar um novo panelaço.

Edinho disse que o objetivo é usar outros “modais de comunicação” e completou afirmando que a presidente irá dialogar com a sociedade pelas redes sociais. O ministro ressaltou ainda que Dilma “não teme manifestações democráticas”. Nos rumores de mais cedo foi dito que um ministro pode “substituir” Dilma e realizar um discurso, mas a informação não foi confirmada pelo Planalto.

PUBLICIDADE