Investigação

PF pede que Lula, presidente do PT e 5 ex-ministros sejam ouvidos na Lava Jato

Procurada pelo InfoMoney, a assessoria de imprensa da Polícia Federal ainda não apresentou posicionamento sobre a informação

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em notícia publicada na manhã desta sexta-feira (11), o portal da revista Época diz que o ex-presidente Lula é suspeito de ter se beneficiado do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras (PETR3; PETR4). Segundo a matéria, a Polícia Federal teria enviado, na última quarta-feira (9), um documento ao Supremo Tribunal Federal pedindo autorização para ouvir Lula no inquérito que investiga políticos na operação Lava Jato.

O documento teria sido assinado pelo delegado Josélio Sousa, da PF em Brasília. Nele, o autor sugere que o ex-presidente pode ter sido beneficiado pelo esquema, obtendo vantagens para si, o PT e o governo, além de ressaltar a importância de levar a questão à luz das investigações. “Atenta ao aspecto político dos acontecimentos, a presente investigação não pode se furtar de trazer à luz da apuração dos fatos a pessoa do então presidente da República, LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA que, na condição de mandatário máximo do país, pode ter sido beneficiado pela esquema em cursa na PETROBRAS, obtendo vantagens para si, para seu partido, o PT, ou mesmo para seu governo, com a manutenção de uma base de apoio partidário sustentada à custa de negócios ilícitos na referida estatal”, estaria escrito no documento, conforme informou a reportagem de Filipe Coutinho.

Publicada primeiro na Época, a informação também foi confirmada pelo portal do jornal Folha de S. Paulo, que ressaltou que o pedido ainda precisa receber parecer oficial do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, antes de ser avaliado pelo ministro relator dos casos da Lava Jato, Teori Zavaski. Portanto, se Janot se manifestar contrariamente ao pedido, Lula não será ouvido. No próprio relatório, o delegado reconheceria que não há provas sobre o envolvimento direto do ex-presidente no caso. Sousa também quer quer que sejam ouvidos o presidente do PT, Rui Falcão; dos ex-presidentes da Petrobras José Eduardo Dutra e José Sérgio Gabrielli, além dos ex-ministros Ideli Salvatti, Gilberto Carvalho, José Dirceu, Francisco Dornelles e Mario Negromonte, e do ex-tesoureiro das campanhas de Lula e Dilma, José Filippi Jr.

PUBLICIDADE