Operação Acrônimo

PF deflagra 9ª fase da Acrônimo e mira chefe da Casa Civil de Minas Gerais

Outro alvo é um diretor da empreiteira OAS; a sede da empreiteira em Brasília (DF) também é alvo de buscas

SÃO PAULO – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (23) a 9ª fase da Operação Acrônimo. Um dos alvos da operação é o atual chefe da Casa Civil do governo de Minas Gerais, Marco Antônio Teixeira, e outro integrante do governo estadual. Nesta fase não há prisões, somente conduções coercitivas. 

Outro alvo é um diretor da empreiteira OAS; a sede da empreiteira em Brasília (DF) também é alvo de buscas.

A Operação Acrônimo foi instaurada para investigar possíveis esquemas ilegais que visavam beneficiar campanha do então candidato do PT ao governo de Minas Gerais, Fernando Pimentel, em 2014. 

PUBLICIDADE