Operação Óbolo

PF cumpre 12 mandados na 70ª fase da Lava-Jato e mira contratos de R$ 6 bilhões

A nova fase visa coletar provas de crimes de corrupção relacionados a contratos de afretamento de navios celebrados pela Petrobras

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Policiais Federais, com apoio do Ministério Público Federal, cumprem 12 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro e Niterói na 70ª fase da Operação Lava Jato, denominada Óbolo, segundo comunicado da PF.

A nova fase visa coletar provas de crimes de corrupção de agentes públicos, organização criminosa e lavagem de capitais
relacionados a contratos de afretamento de navios celebrados pela Petrobras e sob responsabilidade da diretoria de
Abastecimento da estatal.

Também são buscadas provas de corrupção por parte de pessoas e empresas que aparecem nos negócios investigados como
intermediários (brokers) e teriam corrompido funcionários da estatal para garantir negócios de fornecimento de transporte de
produtos para a Petrobras.

Aprenda a investir na bolsa

A PF diz que apenas 3 empresas que são alvos de mandados nesta fase estabeleceram mais de 200 contratos de afretamento de navios entre 2004 e 2015 em valores que ultrapassam R$ 6 bilhões.

A PF informou ainda que o nome da operação, Obólo, faz referência à moeda que, na mitologia grega, era usada para remunerar o barqueiro Caronte, que conduzia as almas através do rio que separava o mundo dos vivos dos mortos.

Invista melhor seu dinheiro: abra uma conta gratuita na XP

(Com Bloomberg)