Boas e más notícias

Pew Research mostra frustração de 72% dos brasileiros, mas Dilma é bem avaliada por 51%

Pesquisa Pew Research destacou em pesquisa que a economia está ruim na avaliação de 67% dos entrevistados e 61% acha que sediar Copa é ruim para o Brasil, mas a atual presidente segue sendo vista favoravelmente por 51% dos entrevistados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Levantamento divulgado pelo centro de pesquisas norte-americano Pew Research nesta terça-feira (3) sobre a Copa do Mundo e a popularidade de Dilma Rousseff mostrou-se tanto uma boa quanto uma má notícia para a presidente. Os brasileiros estão insatisfeitos com a economia, seus líderes e a direção do Brasil e mostrou, pela primeira vez desde 2010, que a maioria da população vê que a economia vai mal. Porém, a presidente Dilma continua sendo mais bem avaliada do que os seus adversários na corrida eleitoral. 

A economia brasileira está ruim na avaliação de 67% dos entrevistados. Há um ano, o índice era de 41%. Já a alta dos preços foi citada por 85% das pessoas como “um problema muito grande”, encabeçando uma lista que inclui criminalidade, corrupção e desigualdade social.

“O humor nacional no Brasil é ruim. O nível atual de frustração que os brasileiros expressam em relação à direção do País, sua economia e seus líderes não havia sido visto nos últimos anos”, afirma a pesquisa, que foi conduzida em abril e tem margem de erro de 3,8 pontos percentuais.

PUBLICIDADE

Entre os entrevistados, 72% afirmaram estar insatisfeitos com o Brasil de hoje, ante 55% há um ano, e a desaprovação do governo da presidente Dilma Rousseff é ampla. Somente 48% dos entrevistados destacam que ela é uma boa influência para o País, sendo que 52% veem que ela é uma influência negativa para o funcionamento da nação. Em 2010, o presidente Lula era visto como uma boa influência por 84% dos entrevistados. 

Porém, apesar da grande insatisfação, Dilma tem uma melhor avaliação do que os seus rivais na corrida eleitoral. Enquanto 51% dos cidadãos tem uma posição favorável à atual presidente, Aécio Neves (PSDB-MG) é visto favoravelmente por 27% e Eduardo Campos (PSB), por 24%. Já Marina Silva, a provável candidata a vice-presidente na chapa de Campos, recebe a mesma aprovação de Dilma, 51%. Lula superou a avaliação de todos os anteriores, com 66% de aprovação.

Por outro lado, enquanto 51% afirmaram ser favoráveis a Dilma, cerca de um em cada quatro entrevistados se recusaram a emitir opiniões sobre Aécio e Campos, o que indica que ambos ainda são desconhecidos por boa parte dos brasileiros.

O clima pessimista é generalizado, aponta a pesquisa: 61% dos entrevistados acha que acolher a Copa do Mundo é negativo para o País, porque desvia o dinheiro que poderia ser investido em escolas, previdência e outros assuntos públicos. Já 34% disseram que o torneio será bom porque cria empregos. Além disso, 39% avaliam que o evento vai prejudicar a imagem do Brasil, enquanto um número parecido – 35% – acredita que irá ajudar. Já 23% avalia que não haverá impacto.