AO VIVO Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Petrobras dispara e conduz alta do Ibovespa, entre cena eleitoral e recomendações

Relatório do Citi e projeção de que a pesquisa Datafolha mostre Serra mais próximo de Dilma impulsionaram as ações

SÃO PAULO – As ações da Petrobras (PETR3, PETR4), de grande peso no Ibovespa, foram as principais responsáveis pela virada de sinal pela manhã e forte alta no fechamento do índice nesta terça-feira (26). Os papéis preferenciais da estatal – segunda maior alta do Ibovespa no pregão) registraram ganhos de 5,21%, cotados a 25,85%, enquanto as ações ordinárias tiveram alta de 4,56%, valendo R$ 28,45.

As boas perspectivas, tanto para a petrolífera como em relação ao papéis de outras estatais, deriva da expectativa de que a desvantagem de José Serra (PSDB) em relação à Dilma Rousseff (PT) diminua na pesquisa Datafolha, justifica o economista Júlio Hegedus, em boletim do Interbolsa. O levantamento sobre as intenções de voto no segundo turno das eleições presidenciáveis é divulgado esta noite.

Correram ainda especulações de que, caso Dilma confirme sua vitória, como apontam as pesquisas, Henrique Meirelles poderia assumir a presidência da estatal.

PUBLICIDADE

Citi
Já o analista Pedro Medeiros, do Citigroup, reforça que os principais riscos relativos à companhia permanecem intimamente ligados ao próximo governo federal, além do rebalanceamento do índice da bolsa de São Paulo. Em relatório, ele mantém a recomendação de compra para o papel e destaca as boas previsões no longo prazo.

Estatais em alta 
Também na expectativa da pesquisa Datafolha, as ações ordinárias da Telebras tiveram significativa alta de 6,8%, enquanto os papéis preferenciais subiram 1,54%. Por sua vez, as ações ordinárias e preferenciais classe B da Eletrobras avançaram 5,34% e 4,66%, respectivamente.