Petrobras deve gastar R$ 1 bi em compensações ambientais do Comperj

Estatal investirá em parcerias com prefeituras locais em projetos de abastecimento de água, preservação e educação ambiental

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3PETR4) deverá gastar ao menos R$ 1 bilhão para compensar as instalações do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro) em Itaboraí, segundo afirmou o secretário estadual do meio ambiente, Carlos Minc, após reunião que contou com a participação do governo fluminense, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e da petrolífera.

Minc disse que os gastos se darão como forma de compensação socioambiental, especialmente em projetos de abastecimento de água e preservação de áreas nos entronos do complexo, bem como de programas de educação ambiental.

Além de Itaboraí, o município de Maricá também deverá receber parte dos investimentos que serão oficializados dentro de um mês, para a partir daí começar o desenvolvimento de projetos em conjunto com as prefeituras locais, as quais sofrem com falta de capacitação técnica para desenvolvê-los de forma independente.

Aprenda a investir na bolsa