Do Zero ao Gain Uma aula gratuita com André Moraes sobre gerenciamento de risco, stop, alvo e tamanho de capital

Uma aula gratuita com André Moraes sobre gerenciamento de risco, stop, alvo e tamanho de capital

Oposição

Petistas lançam campanha “Temer, o ilegítimo” e farão oposição a todas as propostas dele

Nesta tarde, um grupo liderado pelas bancadas do PCdoB e do PT lançou o movimento "Temer jamais será presidente, será sempre golpista"

SÃO PAULO – Enquanto ocorre no Senado a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, deputados do PT anunciaram nesta quarta-feira (11) que farão uma oposição ferrenha a um eventual governo Michel Temer (PMDB) e adiantaram que votarão contra todas as propostas enviadas pelo peemedebista à Câmara, mesmo que sejam idênticas às apresentadas pela presidente Dilma Rousseff (PT).

Nesta tarde, um grupo liderado pelas bancadas do PCdoB e do PT lançou o movimento “Temer jamais será presidente, será sempre golpista”, mas que muitos estão chamando de “Temer, o ilegítimo” ou “Temer, o golpista”. “Nenhum documento assinado por Michel Temer tem qualquer valor, são todos nulos”, afirmou Paulo Pimenta (PT-RS), para justificar a posição contrária às propostas que venham a ser encaminhadas pelo governo do peemedebista.

Embora diga que examinará as matéria legislativas “olhando para o Brasil”, Maria do Rosário (PT-RS) se juntou ao grupo. “Não o trataremos como presidente. Nossa posição é, em princípio, ir contra tudo o que ele enviar”, afirmou. Os parlamentares adeptos ao movimento bateram na tecla de que não há legitimidade do atual vice-presidente e o acusaram de ser “sócio” político do presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

PUBLICIDADE