No site da Casa Branca

Petição pede a Obama que escândalo da Petrobras seja investigado pelo FBI

Petição consta no site da Casa Branca e será respondida caso atinja 100 mil assinaturas

SÃO PAULO – Após iniciativa que pedia um posicionamento contra a “expansão comunista” de Dilma Rousseff (PT), uma nova petição no site da Casa Branca cobra que o escândalo da Petrobras (PETR3;PETR4) seja investigado pelo FBI e pela SEC (Securities and Exchange Comission). 

As ações da Petrobras são negociadas na Bolsa de Nova York e, de acordo com a petição, o noticiário tem afetado a reputação da empresa no mercado de capitais americano.

Confira o texto da petição: “[Solicitamos à administração Obama] investigar as fraudes e crimes ocorridos na Petrobras sob a administração de Dilma Rousseff. Os brasileiros estão profundamente envergonhados com a corrupção na Petrobras promovida pelos governos Dilma e Lula. Essas ações têm gerado prejuízos para os investidores de todo o mundo, e afeta a reputação no mercado de capitais brasileiro e norte-americano. Instamos as autoridades dos EUA (SEC, FBI, entre outros) uma investigação rigorosa dos crimes cometidos na administração Dilma Rousseff como presidente do conselho e presidente da república brasileira”.

PUBLICIDADE

E a petição está perto de receber uma resposta oficial da Casa Branca, uma vez que são necessárias pouco mais de duas mil assinaturas para que ela atinja 100 mil e passar por uma análise nos EUA. A petição que consta no site da Casa Branca será respondida caso atinja 100 mil assinaturas.

Ontem, os EUA responderam sobre petição criada contra “expansão comunista de Dilma”. A adida da Embaixada dos EUA, Arlissa Reynolds, disse que “petições apresentadas na página não representam as opiniões do governo dos EUA”. Além disso, ela lembrou que a Casa Branca já se manifestou sobre as eleições no Brasil e “publicou uma declaração parabenizando a presidente Dilma Rousseff por sua reeleição”.

No dia seguinte à reeleição de Dilma, um texto apresentado pela Casa Branca dizia que “o Brasil é um importante parceiro para os Estados Unidos e estamos empenhados em continuar a trabalhar com a presidente Dilma Rousseff a fim de fortalecer as nossas relações bilaterais”. Na época, o presidente Barack Obama disse que iria telefonar para Dilma, o que ocorreu dias depois.