Após Ibope...

Pesquisas sobre corrida presidencial devem ser reveladas na próxima semana; confira

Destaque fica para o Sensus, que será realizada entre os dias 9 e 12 de agosto e contará, sendo entrevistados 2 mil eleitores; a pesquisa pode ser divulgada a partir do próximo dia 12, terça-feira.

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após o Ibope, que não mudou muito o cenário para a corrida eleitoral, o mercado fica de olho na divulgação das próximas pesquisas. Em destaque, está a pesquisa nacional Sensus, que será realizada entre os dias 9 e 12 de agosto e contará, sendo entrevistados 2 mil eleitores. A pesquisa pode ser divulgada a partir do próximo dia 12, terça-feira. 

Porém, o mercado deve ficar de olho também nas pesquisas regionais. O Vox Populi fará pesquisa também com 2 mil entrevistados a pedido do PT para Minas Gerais. A pesquisa foi realizada entre os dias 1 e 7 de agosto. 

Enquanto isso, a MDA fará pesquisa para o mesmo estado, que pode ser divulgado a partir de amanhã. A pesquisa foi feita com 2.002 entrevistados durante os dias 3 e 7 de agosto. O mesmo instituto fez pesquisa também para o Distrito Federal, com 1,5 mil eleitores. 

Aprenda a investir na bolsa

Vale ressaltar que a pesquisa Ibope divulgada na noite de quinta-feira (7) mostrou a presidente Dilma Rousseff (PT) mantendo os mesmos 38% de intenções de voto registrados na pesquisa de julho. Enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) passou de 22% no último mês para 23% agora. Já Eduardo Campos (PSB) subiu de 8% para 9%. Com isso, não há como garantir a ocorrência de um segundo turno. 

Na simulação de um segundo turno, a presidente se consagraria enfrentando os seus dois principais opositores. Tanto as intenções de voto de Dilma quanto as de Aécio e Campos aumentaram no mais recente levantamento do Ibope. Caso enfrentasse o tucano, Dilma teria 42% dos votos e venceria o principal candidato da oposição até o momento. Aécio, por sua vez, somaria 36%. No total, 15% dos eleitores declararam que votarão branco ou nulo e 7% afirmaram que não sabem em quem votar ou não responderam a pesquisa.

A petista também aparece como virtual vencedora se o seu opositor nas urnas fosse Campos. Enquanto a candidata à reeleição detém 44% de apoio, o presidenciável do PSB teria 32%. Neste cenário, o número de votos brancos ou nulos caiu para 16%, enquanto 8% responderam que não sabem ou não quiseram responder o levantamento.