Eleições 2018

Pesquisa XP/Ipespe será divulgada na sexta; veja como foi o último levantamento

Na semana passada, sondagem apontou que rejeição a Bolsonaro renovou a máxima a um mês do primeiro turno, chegando a 62%

SÃO PAULO – Uma nova pesquisa XP/Ipespe de intenção de votos para presidente será divulgada na sexta-feira (14), às 10h30 (de Brasília). Foram entrevistados 2.000 eleitores, de todo o território nacional, entre os dias 10 e 12 de setembro. Ou seja, a pesquisa deve refletir eventuais efeitos do ataque sofrido por Jair Bolsonaro (PSL) entre os eleitores. A sondagem está registrada no TSE sob o código BR-07277/2018. 

A última pesquisa XP/Ipespe, divulgada em 7 de setembro, foi realizada entre os dias 3 e 5 deste mês e mostrou que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantinha a liderança da corrida presidencial sem sofrer desgaste em seu nível de apoio. Por outro lado, o parlamentar viu sua rejeição renovar máxima a um mês do primeiro turno, chegando a 62%. 

De acordo com o levantamento, Bolsonaro tinha 23% das intenções de voto, mesmo patamar registrado no levantamento anterior, e com vantagem de 12 p.p em relação aos adversários que dividem a segunda posição: a ex-senadora Marina Silva (Rede), que oscilou 2 p.p. para baixo, e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que cresceu 3 p.p. nas últimas 3 semanas.

PUBLICIDADE

Ambos contam com apoio de 11% dos eleitores e estão tecnicamente empatados com o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), que manteve 9% das intenções de voto e o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), que voltou aos 8%, seu maior patamar na série histórica do levantamento.

Na semana passada, a pesquisa XP/Ipespe confirmou o descolamento do empresário João Amoêdo (Novo) entre os candidatos considerados “nanicos”. Embora desconhecido por uma ampla faixa do eleitorado, o novato na disputa chegou a 4% no cenário espontâneo – mesmo patamar de Alckmin e tecnicamente empatado com Ciro Gomes (5%), perdendo apenas para Lula (18%) e Bolsonaro (16%) – e 5% no cenário estimulado com Lula candidato pelo PT.

O desempenho do candidato do Novo era numericamente superior ao do senador Álvaro Dias (Podemos). Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL) e Cabo Daciolo (Patriota), que não passam dos 2% das intenções de voto cada nas simulações feitas, enquanto outros candidatos não pontuaram.

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos