Nova pesquisa

Pesquisa CNT/MDA: para 56,8%, filhos estão interferindo nas decisões de Bolsonaro na presidência

De acordo com o levantamento, 75,1% avaliam que familiares, independentemente de serem ou não políticos, não devem influenciar um presidente nas decisões de governo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (26) aponta que, para 56,8% dos entrevistados, Carlos e Eduardo, filhos de Jair Bolsonaro, estão interferindo nas decisões do pai na Presidência da República.

De acordo com o levantamento, 75,1% avaliam que familiares, independentemente de serem ou não políticos, não devem influenciar um presidente da República nas suas decisões de governo.

Para o levantamento, foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Aprenda a investir na bolsa

Desse total, 58,3% afirmaram que estão acompanhando ou ouviram falar do caso do ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, que foi exonerado pelo presidente. Entre eles, 54,5% acham que a exoneração foi justa.

Também entre os que sabem da exoneração, 73,3% avaliam que o vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, influenciou na demissão do ministro Bebianno.

Já 85,9% consideram que a população tem direito de saber o motivo das demissões de ministros. 

A pesquisa CNT/MDA também trouxe dados de popularidade do governo Bolsonaro e a percepção sobre os principais desafios que ele enfrentará na sua gestão. O governo foi avaliado como ótimo ou bom por 38,9% da população. Os que avaliaram o governo Bolsonaro como regular foram 29%, e os que o avaliaram como ruim ou péssimo foram 19%. 13,1% não souberam opinar sobre o tema. Confira mais clicando aqui. 

Quer investir melhor? Abra uma conta gratuitamente na XP

 

PUBLICIDADE