PDJ vence eleições no Japão para primeiro-ministro e desfaz hegemonia de 50 anos

"Tudo começa agora", diz novo premiê; PDJ ainda consegue 308 cadeiras das 480 disponíveis no parlamento japonês

SÃO PAULO – Antes oposicionista, o PDJ (Partido Democrático do Japão) venceu as eleições no último domingo (30) e nomeará Yukio Hatoyama como primeiro-ministro, após obter cerca de 308 cadeiras das 480 disponíveis no parlamento japonês.

O resultado das urnas quebra uma quase hegemonia de meio século do PDL (Partido Democrático Liberal) e traz expectativas sobre novas políticas públicas, à medida que o PDJ focará suas políticas com estímulos à demanda interna.

“Tudo começa agora. Tudo depende de como nós podemos modestamente criar políticas que consideram as pessoas”, disse Hatoyama, que é filho de um ex-ministro das Relações Exteriores do Japão e neto de um dos fundadores da fabrica de pneus Brigdestone.

Distância de Washington

PUBLICIDADE

A Casa Branca enviou nota sobre como quer “trabalhar perto do novo primeiro-ministro do Japão em matérias globais, regionais e bilaterais”, mas líderes do PDJ, inclusive Hatoyama, visam uma maior distância de Washington, como forma de autonomia.

Os EUA mantém cerca de 50 mil soldados no Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial.