MERCADOS AO VIVO EUA criam 266 mil empregos em abril, bem abaixo do esperado pelos economistas

EUA criam 266 mil empregos em abril, bem abaixo do esperado pelos economistas

Nova polêmica

Paulo Roberto Costa teria sido convidado para ministério no governo Dilma, diz jornal

Paulo Roberto Costa substituiria o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP); porém, o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), disse desconhecer qualquer tipo de convite para que o ex-diretor da Petrobras assumisse o cargo

SÃO PAULO – O ex-diretor de abastecimento da Petrobras (PETR3;PETR4) Paulo Roberto Costa teria sido convidado para ocupar o Ministério das Cidades, de acordo com informações do jornal Gazeta do Povo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Segundo o jornal de Curitiba, agentes da Polícia Federal encontraram uma troca de mensagens em que Alberto Yousseff e o deputado Luiz Argolo (Solidariedade-BA), em que eles comentam convite para que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa havia sido convidado para assumir o cargo de Ministro das Cidades do governo Dilma Rousseff (PT). A conversa teria acontecido no dia 13 de março, mesmo dia em que Dilma anunciou a substituição de três ministros, incluindo o das Cidades. 

Paulo Roberto Costa substituiria o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP); porém, o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), disse desconhecer qualquer tipo de convite para que o ex-diretor da Petrobras tenha sido convidado a assumir em março o Ministério das Cidades, uma semana antes de ser preso pela Polícia Federal, na Operação Lava Jato.

“Nunca soube deste convite e acho difícil, para não dizer impossível, que tenha acontecido”, afirmou.

As mensagens de celular mostraram Argôlo fazendo uma pergunta para Youssef: “Vc sabia q chamaram PR pra assumir o Ministério?? E ele n quis. Aguinaldo [Ribeiro, o ministro] saiu hoje” (sic). Segundo as investigações, a sigla PR era usada para citar Paulo Roberto Costa. Youssef responde: “Sabia. Ele já tinha me contado”. E em seguida completa: “Foi a melhor coisa q ele fez [não ter aceitado]” (sic).

As denúncias envolvendo a Petrobras continuam e, ontem, atingiram o PSDB. De acordo com o depoimento de Costa, o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, que morreu em março deste ano, teria levado dinheiro para enterrar a CPI no Senado em 2009.