Partidos alemães elegem Joachim Gauck como novo presidente do país

Cargo é praticamente simbólico, mas eleição revela divergências na coalização que governa a maior economia europeia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os principais partidos políticos da Alemanha indicaram Joachim Gauck, um teólogo e ex-dissidente da Alemanha Oriental, para o cargo de presidente do país, neste fim de semana. As informações são da agência internacional Dow Jones.

O cargo estava vago após a renúncia de Christian Wulff, envolvido em investigações sobre supostas irregularidades, e é puramente simbólico. Porém, o partido de Merkel, o CDU (União Democrata Cristã), preferia um nome conservador para o cargo, ao invés de Gauck – que possuía apoio do principal partido oposicionista, o SPD (Partido Social Democrata), assim como do Partido Verde.

Contudo, quem teve maior peso nas indicações foi FDP (Partido Liberal Democrata), da coalizão de Merkel, que apoiou Gauck, provocando uma derrota política à chanceler da maior economia da Europa. O novo presidente é teólogo e ex-dissidente da Alemanha Oriental, país de orientação comunista sob a influência da União Soviética. Gauck ficou famoso por defesas apaixonadas de liberdade de expressão e por democracia, que faltavam em seu país, onde também nasceu e se criou Merkel, e possuía grande apoio por parte da população europeia.

Aprenda a investir na bolsa