Fogo amigo

Partido que apoia Temer atacará reforma da Previdência em propaganda na TV

Também de acordo com a Folha de S. Paulo, diante da pressão feita por parlamentares, o governo já admite ceder em pelo menos dois pontos da reforma

SÃO PAULO – O governo de Michel Temer se esforça para vender a reforma da Previdência à população, mas a própria base atacará o texto em propaganda na TV, de acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Um dos partidos que apoiam o presidente, o Solidariedade, presidido por Paulinho da Força, usará seu tempo de propaganda em rede nacional para atacar dois pontos do texto: a idade mínima de 65 anos e a exigência de 49 anos de contribuição, diz o jornal. A veiculação da propaganda, em abril, deve coincidir com a votação do relatório na comissão e com as discussões em plenário.

Além disso, de acordo com o jornal, diante da pressão feita por parlamentares, o governo já admite ceder em pelo menos dois pontos da reforma: as regras de transição e a proposta de que o benefício de prestação continuada não tenha mais o mesmo valor do salário mínimo.

PUBLICIDADE